rss

Páginas

Tapete sensorial

Planejamento para eixo de Movimento – Grupo 3 de Educação Infantil.

Título: Tapete Sensorial
Âmbito: Conhecimento de Mundo
Eixo: Movimento 
Conteúdo:
Expressividade:
- Reconhecimento progressivo de segmentos e elementos do próprio corpo por meio da exploração, das brincadeiras e da interação com os outros.
- Expressão de sensações.
Equilíbrio e coordenação:
- Ampliação progressiva da destreza para deslocar-se no espaço por meio da possibilidade constante de arrastar-se, engatinhar, andar, correr, saltar etc.

Objetivo:
- Participar da confecção de um tapete para personalizar o ambiente da sala de aula.
- Explorar sensações a partir da experimentação de movimentar-se sobre o tapete confeccionado.
- Conhecer diferentes texturas e características próprias de cada material disponibilizado para a atividade.
- Reconhecer progressivamente o próprio corpo e as diferentes sensações.
- Apresentar iniciativa para pedir ajuda nas situações em que isso se fizer necessário.
- Participar e se interessar por situações que envolvam a relação com o outro.

Materiais:
- Papelão medindo aproximadamente 2,50 x 1,00 m, que será a base do tapete. Sugere-se o uso de caixas de papelão de eletrodomésticos desmontados.
- Caixa de sapato vazia ou saco de tecido.
- Bandeja de ovos.
- Plástico bolha.
- Espuma.
- Lixas.
- Areia.
- Retalhos de tecidos (finos e mais espessos).
- Cola branca.
- Fita adesiva.

Atividade motivacional:
CAIXA SURPRESA:
Fotografia: apresentar uma fotografia da caixa surpresa, evidenciando os materiais ali armazenados.

Preparação: selecionar amostras dos materiais que serão utilizados para a confecção do tapete e guardar dentro da caixa de sapato ou do saco de tecido.

Realização: convidar os alunos para que se sentem em um círculo e mostrar-
-lhes a caixa. Nesse momento, apresentar cada um dos materiais que estão ali guardados.
Comentar que, durante a brincadeira, cada aluno deve abrir a caixa e tocar em um dos materiais, sem olhar qual é. Deve, então, contar aos colegas como é o objeto que pegou: se é duro ou mole; áspero ou liso. E se a sensação é agradável ou não.
Proceder à brincadeira, organizando-a de tal modo que cada aluno tenha a oportunidade de realizar a sua experimentação e expor suas impressões sobre o objeto sorteado.

Encaminhamento metodológico (estratégias, procedimentos e métodos):
1. Disponibilizar todos os materiais e convidar os alunos a confeccionarem um tapete muito especial para a sala de aula.
2. Favorecer a exploração dos materiais pelos alunos: bandeja de ovos, plástico bolha, espuma, lixa, areia e tecido.
3. Auxiliar os alunos para que definam uma sequência desses materiais e fixem sobre a base de papelão.
4. Deixar secar.
Fotografia: apresentar uma fotografia do tapete sensorial, evidenciando como ele deve ficar depois de pronto.
5. Organizar os alunos em uma fileira. Assim, cada um terá a sua oportunidade para explorar o tapete confeccionado.
Essa exploração pode ocorrer de diferentes formas: caminhando com os pés descalços de maneira lenta ou rápida; engatinhando; engatinhando com os olhos vendados; em duplas de colegas – um deles de olhos fechados e o outro o conduzindo de mãos dadas; arrastando-se de costas e de frente para o tapete; saltando de uma para outra parte do tapete; entre outras possibilidades de deslocamento.
No decorrer das experimentações, utilizar os nomes das partes do corpo que estão em contato com os diferentes materiais do tapete: pés, sola dos pés, mãos, joelhos, pernas. No caso de se arrastarem sobre o tapete, terão muitos segmentos do corpo em contato com ele.
Da mesma forma, aproveitar as diferentes formas de deslocamento para que identifiquem quais materiais são mais macios, quais são mais ásperos, quais são duros e quais são moles.

Avaliação:
Depois da realização da atividade, organizar os alunos em um círculo formado ao redor do tapete.
Propor uma conversa em que os alunos possam expor suas ideias sobre:
- como foi participar da atividade: se gostaram ou não;
- qual parte do tapete foi mais agradável percorrer;
- e qual parte do tapete não foi tão agradável percorrer.
Favorecer o levantamento de argumentos para explicar as escolhas acima citadas.
Propor que o tapete faça parte do ambiente da sala de aula, combinando um local apropriado para deixá-lo.
Averiguar o interesse dos alunos pelo uso do tapete no decorrer dos dias de aula, realizando a reposição dos materiais nele colados ou, então, a substituição por outros materiais que permitam novas explorações e descobertas.

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...